18 de dez de 2012

Me aceita de volta?



Sabe aquela vez que em que você faz burrada e não sabe admitir e nem como concertar? Pois é, eu sei, e o post de hoje é totalmente dedicado as minhas marrentinhas que erraram e não tem a palavra “desculpa” no dicionário. Eu já tive essa experiencia e digo-vos que não há nada de mal em admitir que se esta errado, pois ate hoje há alguns machistas que dizem que mulher não pode correr atrás de quem ama, só se for ao contrario, eu pessoalmente não gosto nada deste tipo de pessoas.
Mas bem, vamos ao assunto:
Exemplo:
“Suponhamos que o namorado desmarca algo com ela – no começo ela nem liga
Mas depois ela liga para ele e ele diz que está ocupado – ai começam as dúvidas
Mas uma namorada de verdade e que confia no seu namorado é bem directa e pergunta o que está se passando e ele não sabe como se explicar – o ciúme sobe pela cabeça e ela explode
Já morta de ciúme, ela resolve segui-lo (nunca siga seu namorado, este é um dos erros mais comuns da nossa parte)
Digamos que ela estava no lugar errado, na hora errada e vê seu namorado dando um abraço forte a uma rapariga que estava sentada com ele na pracinha – ela explode e vai ate lá tirar satisfações, e aproveita para botar todos os factos na mesa
(a rapariga sai de cena) o rapaz tenta se explicar, mas ela não o deixa falar, cansado de ouvir e ele explode:
-Cala a boca e deixa eu falar pô
Ela não convencida amarra a sua boca e mostra que não quer papo, ai ele explica:
-Minha mãe está muito doente, então eu desmarquei o cinema porque eu queria ficar com ela, eu disse que estava ocupado porque eu estava no médico com ela.
-E aquela garota?
-Calma que eu ainda não acabei, posso falar?
Emburrada ela faz sinal com a cabeça dizendo que sim.
-Essa rapariga eu conheci no hospital, enquanto minha mãe estava nos exames, ela tinha acabado de perder a mãe justamente com a mesma doença que a minha mãe, e foi por isso que eu a abracei pois ela não tem mais ninguém no mundo, seu pai esta morto e enterrado e agora sua mãe vai se juntar a cova com ele.
E ela já toda doce diz:
-Awn, tu és um namorado incrível sabe?! E eu boba achando que você estava me traindo, desculpa
-Você só pode estar gozando com a minha cara, você assustou a garota, desconfiou de mim, me seguiu e ainda pede desculpa. Eu perdi a confiança em você, estou muito triste… - e sem dizer mais nada ele vira-se e simplesmente ele vai embora
Sem palavras, ela chora…”
É agora que eu entro, para ajudar. Então os passos são simples, veja só:
1° Deixe ele esfriar a cabeça.
2° Depois de 2 a três dias você procura-o (atenção, não tenha nenhum tipo de contacto com ele antes disso).
3° Nunca haja como se nada tivesse acontecido, primeiro, vocês chegam a um consenso depois é que vocês dois juntos, botam uma pedra no assunto.
4° Depois de encontra-lo seja sincera e verdadeira.
5°Admita que errou e peça sinceras desculpas.
6°Não espere que ele a perdoe e que tudo volte ao que erra, não é assim, ele vai perdoar se quiser, e você não pode insistir.
7°Diga que o ama e que confia nele, mesmo se vocês se separarem.
8°Agora diga-lhe para pensar e dê-lhe um beijo na bochecha ou testa, mas não na boca.
9°Vire-se e vá-se embora.
Se ele te disser para ficar, você fica. Se ele só te olhar, você vai. Mas se depois de 1 semana ele não te procurar, coce vai na casa dele e pergunta se o silencio dele significa que esta tudo acabado. Mas se acabar, bem, se acabar acabou, esquece e apanha outra onda.
Espero que tenham gostado do texto…



4 comentários:

  1. ótimo texto!
    ótima narrativa, vce escreve muito bem além do blogue ser lindo!
    Segue-me?
    beijos princesa *

    ResponderExcluir
  2. Josceline adorei seu blog!
    Gostei mto do texto, acho q isso ja aconteceu em nossas vidas ne.. nao precisa ser exatamente igual, mas alguma situacao semelhante... é complicado mesmo.
    Ja virei sua seguidora.
    Bjao
    Dani
    www.oblogdadanni.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Obrigada minha marrentinha, beijos e volte sempre...

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, espero que tenha gostado do post e volte mais vezes.
Mas atenção:
-Não vale insultar ou difamar o blog
-Não divulgue seu blog sem comentar algo antes
-Para falar de afiliações, entrevistas entre outros que não tenham haver com o post, procure meus contactos ou deixe um comentário no post sobre os contactos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...